Veja alguns games eroticos que fez sucesso e outros não!

Fazer jogos eróticos para o público adulto sempre foi uma pedra no sapato das grandes empresas de games, que travam guerras duríssimas para evitar que títulos com conteúdos pornográficos cheguem aos seus catálogos.

Ainda que jogos como Catherine – com forte apelo erótico – tenham chegado aos consoles, quem reina nos jogos em que o sexo é o maior objetivo é o PC.

Confira agora os top jogos eróticos, gênero que apesar de polêmico, tem títulos interessantes para experimentar e deixar o preconceito de lado.

Bonetown

O objetivo é completar as inúmeras missões e minigames, sendo que ao ser bem sucedido, a genitália do protagonista cresce e ele fica cada vez mais atraente para um número maior de mulheres, cada vez mais bonitas.

Lula 3D

O game comete vários pecados técnicos que não cabem aqui, mas é interessante num contexto de games eróticos, já que a personagem que dá nome ao jogo carrega lá o seu charme.

 

X-Man

Com uma proposta ao estilo Pac-Man, o game trocou a simpática bolinha amarela e seus perseguidores clássicos por um homem excitado em busca de mulheres nuas, num “come-come” bem pejorativo.

Se chegasse ao “objetivo” o jogador veria cenas de sexo explícito que, apesar da tecnologia disponível na época, não deixavam dúvidas a ninguém.

Kanon

Em uma lista de jogos eróticos, é obrigatório falar sobre os eroge, os representantes nipônicos do gênero, sendo Kanon um dos mais conhecidos, vendidos e aclamados.

Kanon é um daqueles adventures bem típicos do Japão, com muitas animações e árvores de dialogos, com a adição dos detalhes “picantes” da vida do protagonista Yuichi, naturalmente.

Red Light Center

Sexo virtual existe praticamente desde que a internet é acessada por usuários comuns – talvez até antes, pelos militares – e as formas de interação foram evoluindo até chegar aos MMOs, que são universos interativos para muitos jogadores, como é o caso do game Red Light Center.

É possível conhecer gente nova, é possível ter sexo virtual com esses (as) novos (as) conhecidos (as), um (a) desses(as) conhecidas pode até ter conhecimento de como fazer pompoarismo o que melhorar o sexo, assistir a filmes pornográficos, sair para as baladas em busca de novas companhias, enfim, dar vazão aos impulsos mais reprimidos.

 

Custer’s Revenge

O Game deixa claro seu objetivo no título, ao se referir a uma possível vingança do general Custer, que foi derrotado por indígenas durante a Guerra Civil dos EUA.

7 Sins

Em um mundo onde os jogos eróticos são relegados ao terceiro plano, com uma baixa oferta de bons títulos, 7 Sins certamente sobe ao pódio com louvor.

7 Sins não é tão explícito quanto poderia, porém, carrega uma aura erótica que é rara em títulos do gênero, algo que mesmo quem mantém certo preconceito deveria experimentar.

Leisure Suit Larry

Larry era um dos caras que não é tao popular entre as mulheres, mas o adventure Leisure Suit Larry é a chance de mudar esse estigma e descobrir que atrair belas garotas, quase cópias da Pamela Anderson, é vestir um casaco e partir para a luta em um universo onde sempre existem segundas chances: os games.

Assim é possível investir em mulheres de beleza digitalizada vestindo roupas provocantes à vontade, normalmente levando umas bofetadas até chegar ao objetivo de conseguir alguma companhia para tornar a cama king size menor.

Playboy: The Mansion

Nas rédeas da revista masculina o objetivo é fazê-la campeã de vendas nas bancas, fotografar lindas modelos com seios à mostra e, claro, se relacionar de todas as formas possíveis com elas até a opção “Transar”!

Festas, garotas bonitas e muita bajulação sempre fizeram parte da vida de Hugh e, sem censura, claro. Playboy The Mansion leva o primeiro lugar por não ser focado somente nas relações, mas sim em administrar e faturar na poderosa indústria do sexo!

5 mulheres poderosíssima dos games

Os videogames podem nos colocar na pele de todo o tipo de personagem, especialmente pela questão da interatividade de mídia.

Podemos vivenciar ser um orc em um dia, um alienígena frágil em outro e salvar o mundo repetidas vezes.

Agora, a PSP – Games em geral apresenta às mulheres mais poderosas, complexas e bacanas dos jogos.

Veja conosco 5 dessas incríveis mulheres dos games.

Jade (Beyond Good and Evil)

Uma protagonista esperta e apaixonada (que também cuida de órfãos), ela tem uma personalidade que chama muito mais a atenção do que sua vestimenta ou o jeito que está maquiada.

Jade mostra que pessoas normais podem fazer a diferença, principalmente quando descobre uma conspiração alienígena e a enfrenta somente com uma câmera nas mãos e a fé que coloca nos outros.

Lara Croft (Tomb Raider)

Antes do reboot, Lara era uma personagem mais controversa: apesar de ser a razão de muitas mulheres começarem a jogar videogame, ela sofreu críticas pela sexualização exagerada de suas “proporções”. Além de uma pele invejável que ela possui fora do games com certeza várias mulheres deseja uma pele igual e buscam tratamento específicos para como tirar estrias por exemplo.

A nova Lara, porém, pode ser charmosa e competente sem precisar de micro-shorts e sutiã tamanho 86: ela é uma aventureira em caminho de se tornar implacável.

E, convenhamos, apesar dos muitos ferimentos, é bem legal acompanhar essa transformação.

Lenneth (Valkyrie Profile)

As valquírias são encarregadas de levar as almas dos guerreiros para o outro mundo, depois de morrerem.

Na franquia, ela inspira os seus soldados e tem pura empatia pelos outros.

Em meio à chegada iminente do Ragnarok, ela tem seu corpo roubado, deve lidar com suas memórias do tempo de humana e ainda descobre que está apaixonada.

A história de amor de Lenneth é lindíssima e cheia de nuances, e nos mostra que a verdadeira batalha é sempre maior do que imaginamos.

Red (Transistor)

Ela carrega seu amante preso em uma arma e deve enfrentar um pouco que começa a ser possuído por uma entidade apocalíptica.

O jogo oferece elos com o passado de Red, e deixa você se focar tanto no combate quanto na história dela, e é por meio destas duas parcelas (o design lindíssimo ajuda) que o jogador passa a se conectar com a protagonista.

Samus Aran (Metroid)

Talvez o melhor segredo da Nintendo foi o gênero de Samus, que ficou escondido durante a maior parte do primeiro game.

Para saber que ela é uma mulher (e na época, a maneira de fazer isso era mostrar um biquíni), você tinha que acabar o game em condições bem complicadas.

Samus abriu o caminho para as mulheres cheias de armadura que viriam depois, e mostrou que uma caçadora de recompensas pode ter uma carreira longa nos jogos – antes mesmo de Zelda e Peach ganharem mais profundidade como personagens.

Eai gostaram dessas mulheres dos games, deixa seu comentário abaixo citando mais mulheres games da qual você fanático.

 

Fonte: IGN