Skea: melhore a sua vida sexual enquanto joga no seu celular

Doenças envolvendo a musculatura pélvica são mais comuns do que imaginamos, principalmente em mulheres.

O principal sintoma no organismo é a incontinência urinária, mas a condição também pode prejudicar a vida sexual dos acometidos.

Porém, um produto que está levantando fundos no Kickstarter promete ajudar a fortalecer esse grupo muscular e prevenir esses males.

Trata-se do Skea, ou Smart Kegel Exercice Aid (que poderia ser traduzido para algo como Auxílio Inteligente para os exercício de Kegel).

O dispositivo ajudaria as mulheres a trabalhar os músculos pélvicos e poderia ser integrado a jogos no smartphone.

 

Mas quem é Kegel?

Para evitar os males ocasionados por essa doença, Doutor Arnold Kegel inventou o exercício de Kegel, também conhecido como exercício do pavimento pélvico.

Na realidade, a prática tem como finalidade fortalecer o músculo pubococcígeo, localizando em ambos os sexos e que se estende do osso púbis até o cóccix, formando o assoalho da cavidade daquela região.

Que aprender mais sobre os exercício do Doutor Arnold Kegel acesse esse site

Exercício consiste em contrair e descontrair este músculo com o objetivo de fortalecê-lo e prevenir males como o prolapso uterino, também conhecido como relaxamento pélvico.

 

E o que o Skea faz?

Destinado apenas para mulheres, o produto é posicionado dentro do órgão genital e reage às contrações dos músculos da região.

O aparelho será entregue juntamente com um jogo no estilo Temple Run, mas com uma particularidade: no game, para pular, é preciso contrair o músculo.

A parte que vai no interior do corpo possui os sensores capazes de sentir a contração muscular e a outra ponta possui um emissor Bluetooth que conecta o dispositivo ao smartphone.

Os criadores do Skea garantem que ele é confortável, seguro e eficaz e que possuem um time de ginecologistas que os ajudaram a desenvolver o aparelho.

Skea estará disponível em diversas cores e tamanhos para se ajustar aos diferentes biotipos e gostos femininos.

Para aqueles não residem na China, a oferta inicial para receber o aparelho, caso ela atinja os fundos necessários para ser produzido, é de US$ 85 (aproximadamente R$ 190).

Como resultado do seu uso, o grupo de desenvolvedores afirma que o produto pode tratar a incontinência urinária e contribuir para aprimorar a resposta sexual feminina, melhorando a experiência da mulher de forma geral.

FONTE(S)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *